Nos momentos sem geração solar (durante a noite ou quando está nublado) o consumidor continua sendo alimentado pela rede pública. Se durante o dia a geração da fonte solar for maior que o consumo, o excedente de energia é injetado na rede elétrica. A energia injetada é registrada por um medidor bidirecional e o proprietário recebe créditos de energia.

Os créditos serão recuperados pelo consumidor através de um abatimento na próxima conta de luz, conforme previsto pelo sistema de compensação de energia elétrica criado pela REN 482 (Resolução Normativa n.º 482/2012) da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).


Basicamente é assim que funciona:

A energia solar fotovoltaica, como o próprio nome indica, refere-se à energia, cuja fonte é o Sol. Sua captação dar-se, por meio da tecnologia dos painéis fotovoltaicos, e ao ser captada, a luz solar é convertida em energia elétrica.

Painéis Solares: Os painéis instalados, captam a energia do Sol e a transformam em energia elétrica.

Inversor: Converte a energia elétrica gerada pelos painéis em um formato idêntico ao fornecido pela distribuidora de energia.

Quadro de Distribuição: A energia é conectada ao quadro de distribuição para que possa ser utilizada em qualquer equipamento interno.

Medidor de Energia Bidirecional: O medidor de energia bidirecional mede tanto o consumo do local como a energia injetada na rede.

Rede de Distribuição: Absorve qualquer excedente de energia injetada e fornece energia à noite e nos momentos de geração baixa.

Conforme descrição acima, o sistema fotovoltaico, compreende um agrupamento de painéis fotovoltaicos e de outros equipamentos relativamente convencionais, que transformam, convertem ou armazenam a energia elétrica para que esta possa ser utilizada nas residências nas mesmas condições da energia elétrica convencional. É importante ressaltar que o sistema fotovoltaico, pode ser implementado como fonte de energia, no mesmo local onde será consumida ou em local remoto.

Existem 3 tipos de sistemas de energia solar fotovoltaico: sistemas isolados (também conhecido como off-grid), sistemas híbridos e sistemas conectados à rede (também conhecidos como on-grid ou grid-tie).


Como a energia solar é gerada?

Através do efeito descrito por (Albert Einstein), que explica como a luz de alta frequência libera elétrons de um material, geralmente metálico, quando exposto a uma radiação eletromagnética (como a luz) de frequência suficientemente alta, que depende do material, como por exemplo a radiação ultravioleta. Ele pode ser observado quando a luz incide numa placa de metal, arrancando elétrons da placa. Os elétrons ejetados são denominados fotoelétrons.


O processo de conversão da energia solar utiliza células fotovoltaicas, normalmente feitas de silício ou outro material semicondutor. Quando a luz solar incide sobre uma célula fotovoltaica, os elétrons do material semicondutor são postos em movimento, gerando assim eletricidade.

Os módulos solares convertem diretamente a luz do sol em energia elétrica. Cada módulo solar é formado por uma matriz de células solares de silício, associadas de forma a produzir tensão e corrente desejada. Os módulos solares geram energia em corrente contínua e sua tensão, varia de acordo com o número de células que os compõem.

A associação de diversos módulos solares em série ou em paralelo ou em série/paralelo, formam um arranjo fotovoltaico. Um sistema fotovoltaico é composto pelo arranjo fotovoltaico e demais equipamentos para seu funcionamento como por exemplo: controlador de carga, bateria, inversor, etc.